A importância de levar as crianças ao dentista

A importância de levar as crianças ao dentista

Cuidados, higiene adequada e atitudes preventivas em relação às doenças bucais são requisitos fundamentais para as que as crianças cresçam com dentes fortes e saudáveis! Muitos pais, porém, não sabem bem ao certo quando devem levar os filhos à primeira consulta ao dentista e como, no dia a dia, podem ensiná-los a praticar uma boa escovação. Pois então, fique atenta: o ideal é que as crianças comecem a visitar o dentista ainda bebês!

Segundo a Dra. Fátima Caldeira, do SPA Dental, por volta dos seis meses ou quando nascer seu primeiro dentinho a criança já deve passar pela consulta. “É neste momento que os pais serão orientados sobre a alimentação e outros cuidados muito importantes”.

Já em relação a escovação dos bebês, Dra. Fátima Caldeira afirma que ela deve ser feita a partir do aparecimento do primeiro dente, que geralmente ocorre aos seis meses de vida. “Essa escovação é feita através de dedeiras de silicone, sem creme dental. O produto, que deve ser livre de flúor, só deve ser usado com o surgimento de mais dentes, o que ocorre por volta dos 9 meses”, explica.

Ela esclarece ainda que a ausência do flúor é necessária para evitar o risco da criança contrair fluorose, que ocorre pelo excesso da substância consumida principalmente dos 11 meses ao 7 anos, período de formação da dentição definitiva. A fluorose propicia a ocorrência de manchas brancas e acastanhadas nos dentes, além de deixá-los quebradiços e porosos. Uma boa dica para evitar a doença é evitarpraparar leite em pó, que já contém flúor, com água da torneira, que também recebe tratamento com flúor.

E quanto às cáries? Bom, nesta parte a participação dos pais para evitar o problema é fundamental! Por exemplo: após as mamadas, principalmente as noturnas, é recomendável que se faça a limpeza da boca da criança com gaze embebida em solução de água e água oxigenada 10 vol., na proporção três por um, até que se possa iniciar a escovação; evitar o uso regular de mamadeiras contendo líquidos açucarados e evitar o uso de chupetas adoçadas em mel, açúcar, etc.

Em relação ao medo do dentista, a doutora explica que uma das maneiras de se evitar isso no futuro é justamente levando os filhos ao dentista logo ao aparecer o primeiro dente. “Com este processo, ela já vai crescer acostumada, pois se isso demorar a acontecer, a criança pode sempre associar o dentista a coisas ruins”.